Para ir à escola, crianças se arriscam em travessia de ponte caída

Alunos do ensino infantil que residem na zona rural da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste estão arriscando a vida para irem à escola. Isto porque estão sendo obrigados a passar por uma ponte que está caída a alguns meses. A travessia esta localizada na linha 4, entre o Travessão do Japonês e a RO 470, conhecida por linha 81.

A situação é revoltante e, ao mesmo tempo, lamentável já que, para as crianças chegarem à escola na cidade e retornarem para seus lares, precisam atravessar uma viga sobre o rio que, nesta época,está com o nível elevado.

A maioria dos alunos, pela idade, ainda não sabe nadar e, caso venha a escorregar ou se desequilibrar ao tentar passar sobre o rio, mesmo com a ajuda dos pais, podem cair na água e provocar uma tragédia.

Uma das mães, revoltada, resolveu gravar um vídeo para chamar a atenção das autoridades e principalmente do prefeito. No início da gravação, a autora do vídeo alerta para o nível das águas do rio e reclama que o prefeito “não está nem aí”. Na sequência, reclama que as crianças terão que passar sobre o rio naquela situação.

Mais adiante, para demonstrar a realidade, ela pede para outra mãe atravessar uma das crianças e diz que a viga está escorregadia. Indignada, a mãe de um dos alunos diz que iria mandar o vídeo para o celular do prefeito. Após deixar a criança do outro lado do rio, a senhora retorna para buscar mais uma criança.

Esta situação vem causando transtorno e revolta, não só nos pais dos alunos que arriscam a vida dos seus filhos ao atravessarem aquele rio, mas em toda a população, que clama para que aquela ponte seja reconstruída o quanto antes, já que a alguns meses ela caiu e até então a Administraçãonão tomou nenhuma providência.

Contatamos com o assessor especial Marcos Antônio, responsável pela Secretaria de Infraestrutura, Obras e Meio Ambiente (Seminfra). Ao ser questionado sobre a gravidade da situação, disse que a Administração estava com dificuldade para adquirir madeira para construir a ponte, mas que, em até 10 dias, a ponte será construída.

Autor / Fonte: Gazeta Central